CHÃO

Malabarismo térreo

Sobre

CHÃO é um processo de criação em malabarismo térreo que procura trazer centralidade para a relação das bolas de malabarismo com o chão no processo de investigação e criação cénica.
Propomos uma pesquisa de investigação na área de manipulação de objetos baseada na ressignificação do erro, buscando subverter a lógica de arremessar objetos ao integrar o ‘deixar cair’ no processo de investigação e criação. Busca-se, através deste processo, evidenciar a relação das bolas de malabarismo com o chão, trazendo para o centro do trabalho um lugar comummente tido como ‘a ser evitado’. Para tanto, a especificidade do estudo se dá na exploração de formas variadas de levar os objetos ao chão e na investigação de formas de manipulação e de composição com as bolas no solo, através da criação de diversificados padrões imagéticos e visualidades, como figuras, formas, linhas e outros meios de interação e de ambientação do espaço.
O erro, no interior da prática de manipulação de objetos, está intimamente relacionado ao ‘deixar os objetos caírem’ no chão.

Neste sentido, o solo é com frequência tido como um lugar a ser evitado e o desenvolvimento técnico e a destreza são privilegiados de forma a evitar que o erro ocorra e os objetos sejam derrubados. Este projeto propõe enfrentar o ‘deixar cair’ a partir de uma nova perspetiva, descaracterizando-o como falha e alçando-o a um lugar de exploração e de investigação.
Propomos, com este projeto, a criação de diferentes cenas onde exploramos diversificados modos de levar as bolas ao chão, criando padrões visuais que estimulam distintas dinâmicas de interação com os objetos e de movimentação no espaço cênico. Esta criação de padrões visuais e dinâmicas de interação acontece tanto de maneira concreta, no sentido de criar imagens, figuras, desenhos, formas geométricas e diversificadas propostas visuais, como de maneira abstrata, na produção de diferentes sentidos e propostas dramatúrgicas, onde as bolas e sua composição no espaço assumem diferentes significados (caminhos, barreiras, etc.), criam diferentes ambientes e sentidos que transformam o espaço cênico e possibilitam diversificadas formas de interação e de interpretação.